Search
Close this search box.

Polícia Federal deflagra Operação Areial para combater extração ilegal de areia em Leopoldina

Nesta terça-feira (28), a Polícia Federal lançou a Operação Areial, visando combater a extração ilegal de areia no município de Leopoldina. A ação contou com a execução de quatro mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da Vara Federal de Muriaé.

Além dos efetivos da Polícia Federal, a operação envolveu a participação conjunta de policiais da Polícia Militar Ambiental, fiscais do IBAMA e da Agência Nacional de Mineração (ANM). O objetivo foi efetuar as devidas autuações e proceder à destruição do maquinário utilizado na extração mineral ilegal.

As investigações revelaram que, apesar de os investigados possuírem uma empresa formalmente constituída, eles realizavam a extração mineral no leito do Rio Pomba utilizando balsas e dragas, sem autorização da ANM e sem licença ambiental.

Após a extração, a areia era comercializada sem o pagamento dos tributos devidos e sem a realização da recuperação ambiental da área degradada. Essa atividade não só causa prejuízos fiscais e ambientais, mas também afeta os empresários que comercializam areia de forma legalizada, gerando uma concorrência desleal.

A Perícia Criminal Federal constatou diversos danos ambientais, como erosão, alterações e assoreamento do curso d’água, prejuízos à fauna e flora e deterioração da qualidade da água.

Os envolvidos responderão pelos crimes de usurpação de bem público da União e de danos ambientais, com penas que podem chegar a até seis anos de detenção. Durante a operação, três pessoas foram presas em flagrante. Um empresário foi detido por porte ilegal de duas armas de fogo sem registro, enquanto outras duas pessoas foram presas enquanto iniciavam a extração ilegal de areia.

Fotos: Polícia Federal/Divulgação

Deixe um comentário

Outras Notícias