Search
Close this search box.

Foragido da Justiça do Rio de Janeiro é preso em operação conjunta das Polícias Civis de Duqude de Caxias e Muriaé

Em uma operação conjunta entre as Polícias Civis de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, um foragido da Justiça fluminense foi capturado no início da tarde desta quinta-feira (6). O homem, de 39 anos, estava escondido em Muriaé, onde levava uma vida de aparente normalidade como empresário e proprietário de uma loja de celulares no bairro da Barra.

Segundo informações da Polícia Civil de Muriaé, a prisão do foragido, identificado como V.S.M., conhecido como “Vitinho de Cabo Frio”, ocorreu sem resistência. A ação contou com a participação de agentes da 60ª DP/Duque de Caxias, coordenados pela delegada Patrícia Uana da Rocha Cambraia, além de policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), e do AIP/4ª DRPC, sob a coordenação do delegado Tayrony Espíndola. Uma equipe do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) da Polícia Rodoviária Federal (PRF) também esteve presente para dar suporte à operação.

“Vitinho de Cabo Frio” é membro da maior facção criminosa do Rio de Janeiro e estava foragido desde 2020, após ser apontado como o autor de dois homicídios: a morte de um sargento do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) em Cabo Frio e a de um advogado no Rio de Janeiro, ambos ocorridos em 2020. Devido a esses crimes, ele constava na lista dos mais procurados do Disque Denúncia.

Após sua captura, Vitinho foi conduzido até a sede da AIP/SESC para as providências de Polícia Judiciária. O delegado Tayrony Espíndola ressaltou a importância da operação conjunta e a eficácia da colaboração entre as forças de segurança dos dois estados.

Fotos: Silvan Alves

Deixe um comentário


Outras Notícias

Conteúdo protegido. Para compartilhar o site ou notícias use o link ou os botões de compartilhamento.